Arquivo da tag: minorias

um passo

Acabo de ler que a corte de Delhi finalmente aprovou a lei que descriminaliza o homossexualismo no país. A seção de número 377 do código penal indiano (uma herança da época do Raj britânico), que considerava a relação consentida entre pessoas de mesmo sexo um crime (podendo levar a até dez anos de prisão), foi derrubada. Finalmente se admitiu que a lei violava os direitos humanos mais básicos.

Mas a Índia ainda caminha lentamente no que diz respeito aos direitos das minorias no país. No último domingo, aconteceu a “parada” gay de Delhi, porém quase não se falou do evento, como se eles ainda estivessem muito tímidos em manifestar publicamente sua escolha sexual. As poucas fotos que vi (quase nada nos jornais!) foram no blogue de um artista gráfico indiano (veja aqui), e muitas mostravam pessoas completamente cobertas (um pano sobre o rosto e todo o corpo). Enfim, um passo de cada vez, mas as coisas parecem estar se mexendo.

1 comentário

Arquivado em relatos

calcinhas e protestos

cartaz de protesto para o dia de São Valentim (observem o tamanho da calcinha)

Acabo de ler esta notícia no site da BBC.

Algumas semanas atrás, um grupo fundamentalista hindu chamado Sri  Ram Sena atacou mulheres que estavam num bar em Mangalore, no sul da Índia. Eles perseguiram, bateram e chutaram as moças declarando que elas estavam “corrompendo os valores indianos” e que era “inconcebível uma mulher consumir álcool”.

O líder do grupo Pramod Mutalik, que foi preso e liberado em seguida, declarou que os homens dele “tiveram razão no que fizeram”, com a justificativa de que eles estavam apenas preservando a cultura e os valores morais da Índia e que a mídia estava usando o “pequeno acidente” para denegrir a imagem do grupo.

Com a proximidade do dia de São Valentim (14/02), data mais do que condenada pelos grupos conservadores do país, um movimento de mulheres indianas indignadas com os ataques da Mangalore clamou todos a fazerem um peculiar protesto: enviar calcinhas cor-de-rosa para o grupo Sri Ram Sena nesse dia dos namorados. “Mais de cinco mil pessoas, incluindo homens, entraram para o grupo do Facebook que se intitula ‘a associação das mulheres frequentadoras de bares, livres e avançadas”, relata a matéria da BBC. Mutalik afirmou que seus homens irão protestar contra o dia São Valentim, no próximo sábado.

Como vocês podem notar, ir ao bar não é tarefa muito simples para mulheres aqui na Índia.

Mais sobre mulheres indianas no comentário do Paletó de Linho.

3 Comentários

Arquivado em relatos