intervalo criativo

Estava pensando. Apesar de estar morando na Índia, todo trabalho que tenho feito por aqui é para o Brasil. E meu trabalho consiste em ler, rever, editar e, às vezes, traduzir. Sempre ligado ao texto, mas não a escrever, não diretamente.

Algo que ajudou na decisão de vir para cá foi a possibilidade de ter um tempo maior para ler, escrever, estudar, aprender uma dança diferente, talvez, saber como é viver num outro país, passar por uma experiência (radicalmente) nova. E o blogue seria a janela da “alma indiana”, desse tempo que passaríamos aqui.

Tristemente, acabamos escrevendo bem menos do que gostaríamos, afinal, na Índia não é diferente: a gente acaba se absorvendo no trabalho e nas coisas do dia-a-dia e sobra pouco ou nenhum tempo para as coisas lúdicas, reflexões, pausa para o pensamento assentar, assimilar tanta coisa nova.

Aqui sempre há um pouco de raiva, um bocado de risadas, bons amigos, pessoas novas, dificuldades e situações maravilhosas. O amor à Índia não é um amor fácil. Há uma relação de conflito, por vezes bem dolorosa, com ela, mas quando algo de bom acontece, é muito bom, e parece valer mais a pena do que qualquer coisa. Paciência e bom humor são imprescindíveis para gostar de se viver aqui – pois se vive no limite de estourar à cada momento, cada contato complicado.

É preciso entender que o tempo aqui é outro, a lógica, bem outra, o pensamento funciona de um jeito diferente. E não se irritar com isso e querer que eles tenham o espírito igual ao que conhecemos, e no qual sempre nos entendemos. Num dia em que se acorda meio “atravessado”, você se pega conjurando todos os deuses para que façam alguma coisa, tirem você daqui correndo, apaguem a luz e fechem a porta. Bem fechada.

Mas então você respira, pára, se acalma e lembra que está aqui para aprender, para entender o diverso (muito diverso). Se eu quisesse tudo igual, não saía de casa, ficava na vida paulistana de sempre. A beleza de viajar – e sempre gostamos de viajar, Luís e eu –, é sair do lugar que conhecemos tão bem, olhar o que existe em torno, fora do nosso canto confortável – para depois voltar gostando mais da nossa terra, pelas coisas boas e ruins. Aqui, tem horas em que a gente se sente fora do mundo, fora do tempo – a ideia, a geografia, a distância são tão insólitas que causam um pouco de vertigem.

A Índia ensina muito a amar o Brasil e sentir falta daquilo tudo. E faz valer a pena passar esse tempo afastado, para depois voltar querendo tudo o que ficou lá, esperando por nós.

8 Comentários

Arquivado em detalhes

8 Respostas para “intervalo criativo

  1. Cornelia

    Sim, Ju…seus relatos me lembram os meus primeiros meses de volta a São Paulo. Demora até se acertar o passo e até hoje me pego olhando a noite da minha janela para esta vasta cidade e me perguntando: o que raios estou fazendo aqui?

  2. Ivana

    Que texto lindo Julia! adorei.
    Abs

  3. Malu Grau

    Juju, conto os dias para te visitar na misteriosa India e para você vir para cá!

  4. julia, digo que tenho saudades da índia como se ela fosse uma pessoa – mais ou menos como essa que vc diz sentir dos seus irmãos e do Brasil – e estou amando acompanhar o blog de vcs, mesmo que entre espaços pequenos, raivas e saudades da terra natal. obrigada!
    beijo gde,
    deborah

  5. Silvia

    Ah queridos, enquanto lia o texto – muito tocante, por sinal – fiquei imaginando a saudade que vocês sentirão dessa India que encanta, assusta, enfurece e surpreende… e inspira o Luis para essas linda aquarelas! Beijos

  6. marianaoli

    Lindo texto Ju…me emocionei e me identifiquei bastante com as coisas que voce escreveu, bravo! Please, continue escrevendo!

  7. Letícia

    É sempre muito gostoso ler os seus textos… É uma pena que a nossa visita a vocês tenha ficado de lado por falta de grana e pela perspectiva de um mini-ser humano aqui em casa. Mas sinto saudade de sair um pouco para sentir saudade de ficar mais…
    bjos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s