terra de pelados

Apesar da dominante presença do hinduísmo, a Índia tem uma série de outras religiões das quais pouco ou nada sabemos. Uma dessas, que parece ter surgido a partir do hinduismo, é o jainismo. Eles têm uma espécie de profeta, Jain, que sempre é retratado como um homem nu – as genitálias à mostra, inclusive. Parece que podemos identificar os jainistas sobretudo pelo fato de alguns de seus seguidores não usarem roupa, uma forma de impedir que matem (sem querer) qualquer ser vivo. Eles andam também com uma espécie de espanador, para que não pisem nem mesmo em um inseto, um organismo invisível que seja. No nosso mesmo caminho do Rajastão, vimos um cena muito significativa neste nosso curto período indiano.

Viajávamos de carro, quando, no lado oposto ao nosso da estrada, surgiu  uma comitiva de pessoas, bem vagorosas, segurando algumas poucas bandeiras de cores fortes, e, no meio delas, um homem completamente nu, descalço, caminhando na maior placidez. Segurava somente o tal espanador, e andava com um olhar para o infinito. Nada o perturbava. Atrás dele, mais um seminu, usando apenas uma espécie de tanga, um pano branco amarrado (este que aparece na foto).

caminhada

pela estrada

Luís concluiu que foi a situação que mais o marcou, até então. Eu tive uma reação muito parecida. Na hora ficamos boquiabertos, parados no momento daquela pequena procissão de um homem nu – nu por uma causa tão nobre: não matar um ser-vivo sequer. E nós ali naquele carro, com ar-condicionado, diesel, rádio, telefones, blackberry, calças, casacos meias e sapatos. Câmeras fotográficas, mochilas e mais mochilas. Coisas pelas quais muitas vezes se mata e se morre. Enquanto o homem nu segue sem nada além de seu espanador. Parece que precisamos de tanto, mas no fim, é possível com tão pouco. A Índia insiste em escancarar isso: como o ser humano pode viver nas situações mais desprovidas, mais precárias, com menos, cada vez menos ou quase nada. E, sobretudo, “nonada”, como diria um sábio brasileiro.

8 Comentários

Arquivado em relatos

8 Respostas para “terra de pelados

  1. Ola,
    na ultima viagem pra India descobri essa “religiao” tambem atraves de um amigo indiano. Tive uma percepcao diferente da de vcs… Minha reacao foi de tristeza ao pensar na situacao dessas pessoas. Pode ser nobre por um lado (o de nao querer matar nenhum organismo vivo, e isso inclui o consumo de raizes e tuberculos como cebola, cenoura, etc pois estao em contato com a terra) mas por outro mostra a distancia incrivel de tantas pessoas a informacao, educacao, etc… Sera que eles acreditam mesmo que o tal espanador limpe tudo ? Acho que no final vira uma maluquice tao grande que a pessoa acaba ficando presa e alienada a uma teoria …

  2. ana lima

    juju,
    lembrei do “pastoral americana”, do philip roth, em que a filha do narrador, depois de várias peripécias, vira jainista para desesepero do pai, figura não tão desapegada assim. você ia gostar do livro…
    saudade. beijo,

  3. Liliana

    Querida Julia;
    Li seu comentário e de fato a India é um pais singular onde o outro nos leva a refletir o quanto se é livre quando não temos que nos aprisionar nos bens materiais acumulados.
    Seria o caso de nos questionarmos, se vale a pena essa maratona insana de trabalho estressante, para sustentar um padrão de vida, que na maioria das vezes é escravizante.
    Bem, essa é uma questão que deverá ser pensada e quem sabe num futuro próximo, ser atuada de maneira diversa.
    Gosto muito das suas notícias, me fazem viajar um pouco para esse pais, por mim, tão querido.
    beijos a voce e Luis
    Liliana

  4. shiva em gurgaon

    preciso ler, anoca!
    adorei a ideia, o Roth é muito bom.
    beijo grande

  5. Mari Delfini

    nonada, nonada, nonada.

  6. Julia, muito chocante a pessoa abrir mão de tudo.
    Fiquei com curiosidade de pensar como dormem, comem, vão no dentista…

  7. Quer dizer então que a cena que mais marcou o Luís na Índia foi ver um homem nu segurando o espanador. Xiii….

    Sempre achei que não era à toa que o profeta jainista se chamasse “Maha, vira”. E dá-lhe espanador!

  8. guilherme

    Com a genitália desnuda e um espanador na mão, só pode ser o Geraldão!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s