calcinhas e protestos

cartaz de protesto para o dia de São Valentim (observem o tamanho da calcinha)

Acabo de ler esta notícia no site da BBC.

Algumas semanas atrás, um grupo fundamentalista hindu chamado Sri  Ram Sena atacou mulheres que estavam num bar em Mangalore, no sul da Índia. Eles perseguiram, bateram e chutaram as moças declarando que elas estavam “corrompendo os valores indianos” e que era “inconcebível uma mulher consumir álcool”.

O líder do grupo Pramod Mutalik, que foi preso e liberado em seguida, declarou que os homens dele “tiveram razão no que fizeram”, com a justificativa de que eles estavam apenas preservando a cultura e os valores morais da Índia e que a mídia estava usando o “pequeno acidente” para denegrir a imagem do grupo.

Com a proximidade do dia de São Valentim (14/02), data mais do que condenada pelos grupos conservadores do país, um movimento de mulheres indianas indignadas com os ataques da Mangalore clamou todos a fazerem um peculiar protesto: enviar calcinhas cor-de-rosa para o grupo Sri Ram Sena nesse dia dos namorados. “Mais de cinco mil pessoas, incluindo homens, entraram para o grupo do Facebook que se intitula ‘a associação das mulheres frequentadoras de bares, livres e avançadas”, relata a matéria da BBC. Mutalik afirmou que seus homens irão protestar contra o dia São Valentim, no próximo sábado.

Como vocês podem notar, ir ao bar não é tarefa muito simples para mulheres aqui na Índia.

Mais sobre mulheres indianas no comentário do Paletó de Linho.

3 Comentários

Arquivado em relatos

3 Respostas para “calcinhas e protestos

  1. tia emilia

    A indignação de vocês se percebe pelos relatos. Deve ser uma sensação única, assistir a esse universo que parece ter parado no tempo para as mulheres. E pensar que um dia já estivemos assim…melhor ser brasileiro nesses momentos (somente nessas momentos) beijocas saudosas

  2. Luis,

    Tudo bem? Me chamo Marcos e sou jornalista da Época Negócios. Cheguei ao seu blogue lendo o Casa de Luanda.

    Estou procurando pessoas que morem e trabalhem na Índia para uma seção da nossa revista chamada Mundo Plano. Adoraria ouvir suas histórias. Vamos conversar? Por e-mail te explico melhor. Como não encontrei o seu na página do blogue, aqui vai o meu: mtodeschini@edglobo.com.br

    Aguardo seu contato.

    Abraço
    MARCOS

  3. Claudinha

    Hahaha … Ju, manda sua calcinha rosa para ver se eles liberam um vinho no dia dos namorados para vocês ai.

    Desse jeito, sabe como é né, suas amigas estão condenadas a não passar do portão do aeroporto quando forem te visitar. E isso, obviamente, me inclui. rs…

    Brincadeiras à parte, complicada a situação. Achei muito bacana o povo indiano se manifestar. Não acho que nós, ocidentais, temos muito o direito de dar “pitaco” mesmo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s